O desrespeito em prol da liberdade?

Nem precisa ser muito longo este artigo. Dois fatos recentes envolvendo questões da “liberdade sexual” de alguns, provocaram constrangimento em outros. O mais triste é que isto tem vindo de grupos que defendem os direitos dos Homossexuais, mas que têm se mostrado incapazes do diálogo e do respeito que exigem.

Podem dizer o que quiser, mas não sou obrigado a aceitar que grupos vandalizem a religião alheia, agindo de forma estúpida. É o que temos visto nos últimos dias. O primeiro fato triste foi de um grupo de manifestantes que, em plena Jornada Mundial da Juventude (JMJ 2013), resolveram sodomizar-se (sim, literalmente) em meio à multidão de peregrinos. Denominado “Marcha das Vadias”, ao menos dois (um homem e uma mulher), com os rostos cobertos, entraram no meio dos peregrinos com imagens religiosas e crucifixos.

Sem o menor respeito ou pudor, praticaram atos sexuais explicitamente. Não, eles não fingiram, não foi uma atuação teatral. Aqui tem um link com algumas imagens bem chocantes:

O outro fato lamentável foi a atitude de um grupo de pessoas que, em pleno voo, perceberam que o Deputado e pastor Marco Feliciano estava presente e resolveram “brincar”, dançando e contando “Robocop Gay”. Seria uma ótima forma de protesto se não colocasse o deputado e outros do voo em constrangimento público. Teria lugar se tivesse ocorrido na Câmara Federal. Mas num momento da vida privada daquele senhor…

O que trona infeliz aquela ação é que, por diversas vezes tentam provocar fisicamente o pastor, passando a mão no cabelo e até chegam a tentar puxar seu rosto pelo queixo. O vídeo ganhou destaque nas redes sociais. Sim, aqueles pessoas filmaram e publicaram no Facebook e Youtube. Um ato deliberado de ofensa.

Aqui o link da notícia, com a versão do Feliciano e o vídeo:

Não é assim que se faz protestos ou consegue-se o respeito alheio.

Podem dizer o que quiser, que a Igreja Católica errou no passado e fez pior, ou que o Feliciano é homofóbico (o que não é. Assista este vídeo – http://youtu.be/LcClBBNeczc), atitudes de supostos protestos como os exemplos acima não promovem o diálogo e mostra o quanto certas pessoas são incapazes de respeitar o outro na mesma medida em que exigem respeito.

Aqui a benção custa Mil Reais

Não importa a polêmica em torno do nome do Deputado e pastor Marco Feliciano PSC-SP (acho que da tal Assembleia de Deus) por conta de sua nomeação para presidir a Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal. Mas esse tipo de personalidade serve bem para ilustrar quem são os escolhidos para cargos públicos. Assista o vídeo que segue, de uma reunião presidida pelo pastor em sua comunidade religiosa. Chega a aceitar uma “oferta” de R$1.000,00 de um cadeirante e exige da assembleia doações de não menos que o mesmo valor. A revolta é livre.

Como esse Marco Feliciano existem milhares por todo o mundo, explorando os menos favorecidos em proveito próprio, travestidos de cordeiros, falsificando o Evangelho de Jesus Cristo. Indivíduos assim deturpam a religiosidade e ofendem o cristianismo, fortalecendo  as razões daqueles que não creem.

Pior ainda quando estes homens tomam posse de cargos públicos, justamente eleitos pelo poder econômico e pela exploração das mentes dos mesmo que são capazes de, mesmo na pobreza, “ofertar” suas poucas reservas financeira.

A verdadeira causa da renúncia do Papa Bento XVI

Depois de passados alguns dias após a renúncia do Papa Bento XVI, fica um pouco mais fácil entender os motivos de sua renúncia. Sua carta de renúncia foi muito simples, pequena, mas cheia de sugestões nas entrelinhas dos motivos que levaram Sua Santidade a desistir do pontificado e aposentar-se. Todos querem saber os reais motivos de sua renúncia e um texto que circula na internet dá essa resposta de forma definitiva.

Por que Pe. Paulo Ricardo está errado?

Não se prega publicamente contra a própria Igreja. Esse é o primeiro erro do Padre Paulo Ricardo, reconhecidamente controverso em suas pregações, mas que nos últimos tempos tem se mostrado mais áspero em suas palavras, principalmente quando se refere ao clero. O problema tomou proporções maiores quando de sua palestra no “Vinde e Vede”, uma espécie de retiro de carnaval católico.

A Globo nunca vai cair

Diante do caso BBB12, milhares de manifestações se espalharam especialmente a partir da internet. Muita comoção, polícia, debates em redes sociais, rodas de botecos e opiniões das mais variadas. A Rede Globo e seus patrocinadores do Big Brother Brasil 12, nada disseram de oficial e simplesmente tratam o ocorrido como nada. As pessoas, indignadas, querem que alguma providência seja tomada. A verdade? Nada vai acontecer!

O que a Imprensa esconde a Internet expõe

E há quem ainda pense que pode controlar a opinião pública a partir da imprensa. Em tempos onde quase a metade da população do país já tem acesso à internet, usa ostensivamente redes sociais e lê “blogs sujos”, a Televisão vai se tornando cada vez mais mero lugar de entretenimento, jornais só para embrulhar peixe e revistas para afagar os corações da elite ignorante.

O José Serra e sua trupe tentou esconder os escândalos das privatizações e acreditou que bastava controlar a imprensa para o livro “A Privataria Tucana” passar batido. Mas a internet deu-lhe o tombo.